A Millenium Bioenergy obteve licença ambiental para iniciar as obras de sua usina de etanol de milho em Bonfim (RR). De acordo com o diretor comercial da empresa Millenium Bioenergy, Acácio Rozendo, o início das obras está previsto para junho de 2021.

O investimento nas obras está previsto em US$ 170 milhões e deverá ter 80% do aporte financiado com empréstimo estrangeiro, em dólar. Quando iniciar o funcionamento, a meta inicial é produzir 600 mil litros do biocombustível.

Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro revogou um decreto que impedia a liberação de financiamentos para o cultivo de cana-de-açúcar na região amazônica. Com isso, projetos como os da Millenium podem ter crédito facilitado.

INVESTIMENTO BILIONÁRIO

A construção da usina em Roraima vai ser construída próxima a Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em uma área de 59,4 mil hectares. Inicialmente a produção será apenas de milho, futuramente a ideia é produzir etanol, DDGs, óleo de milho, levedura e gás carbônico.

A Millenium futuramente pretende investir para que a unidade também seja capaz de processar cana-de-açúcar.

A licença para construção foi assinada pelo presidente interino da Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Roraima (FEMARH), Ionilson Sampaio de Souza, e pelo diretor do órgão Rogério Martins Campos.

A PRODUÇÃO SERÁ DE 480 MIL TONELADAS DE MILHO POR ANO

A pedra fundumental para a construção da usina será no sábado, dia 7, às 16, na comunidade do Tucano, município do Bonfim. O investimento será de 1,2 bilhão. Será uma oportunidade de crescimento econômico do país, que devera gerar 1,5 mil empregos diretos no canteiro de obras da construção da usina.

Segundo o diretor comercial da Millenium Bioenergy, Acácio Rozendo, até o dia 15 de dezembro já daremos o início no canteiro de obras e planejamos que em até 18 meses a obra esteja concluída”, afirmou.

Acácio Rozendo, disse que a Millenium não planta milho e o consumo inicial para produção será de 480 mil toneladas de milho por ano, e que pretende comprar a produção no Estado.