Com a chegada da 4ª revolução industrial e todas suas características tecnológicas, a indústria brasileira tem procurado mapear e desenvolver os possíveis caminhos que deverão seguir para o alinhamento de manufatura avançada. Um ponto relevante na Indústria 4.0 é a introdução profunda da tecnologia da informação (TI) e tecnologia da automação (TA) e seus respectivos efeitos na capacidade, na agilidade e responsividade. Além de todos os aspectos produtivos, pode-se fazer uma análise avaliativa, a medição do grau de maturidade e prontidão da indústria 4.0 servirá de base para os futuros roadmaps empresariais, tudo para um melhor entendimento do real posicionamento de nossa indústria que estabelece os novos conceitos na atualidade.

Diante disto, uma ferramenta que complementa redes como wifi e bluetooth, a tecnologia LoRaWAN surge como opção para gerar um número promissor de novos negócios na Amazônia. Sua aplicabilidade é em diversos segmentos e modelos de mercado, como em: cidades e prédios inteligentes, indústrias conectadas, cadeias de suprimentos, varejo inteligente, agronegócios, carros conectados e diversas soluções de energia renovável e com todo avanço tecnológico, pode beneficiar empresas do Polo Industrial de Manaus, podendo usar sensores de baixo custo e alta performance para a implementação de diversos sistemas de monitoramento de chão de fábrica.

A capacidade pode ser usada em transmissão de dados de longo alcance, em média até cinco quilômetros em áreas urbanas e até quinze, em áreas rurais. Com baixíssimo consumo de energia, imunidade a ruídos e o baixo custo. O Gerente de laboratório do INDT (Instituto de Desenvolvimento Tecnológico), Evangel Garcia, revela que, as possibilidades de utilização do sistema não se restringem apenas aos centros urbanos,  mas também ao setor de do agronegócio, onde ajuda a facilitar a gestão de recursos naturais e o monitoramento de rebanhos, e para a indústria a rastreabilidade de cargas.

“Manaus como outras metrópoles do Brasil, está coberta por tecnologia LoRaWAN. Todas as antenas comportam receptores de IoT (Internet das Coisas). Para uma cidade inteligente é um sistema fundamental. Essa tecnologia é importante para serviço de rastreamento de baixo custo. Esses Sensores de Iot, você pode implementar os sensores que manda localização do objeto rastreado. Na indústria, a ferramenta pode atuar na rastreabilidade de cargas, quando as carretas estão em transporte posso rastrear com precisão, desde que tenham cobertura de sinal”, explicou.