Unidades locais do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) têm trabalhado com os presidentes das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) para orientar e auxiliar na elaboração de projetos que atendam ao edital do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para políticas públicas destinadas aos agricultores familiares.

Por meio do edital da FPS nº 001/2020, as organizações podem apresentar propostas/planos de trabalho no limite de até R$ 150 mil, para atividade de caráter autossustentável e ações de combate à pobreza e de geração de trabalho e renda. O certame conta com recursos totais de R$ 10 milhões, e os interessados têm até o dia 17 de fevereiro para apresentarem suas propostas, conforme prevê o chamamento público.

Para isso, os gerentes das unidades locais do Idam têm realizado constantes reuniões para explicar como os agricultores familiares podem propor seus projetos. “Essa é uma ótima oportunidade para as organizações conseguirem adquirir implementos de que estão precisando. Basta fazer um projeto, ter a organização toda regularizada e cumprir o que prevê o edital”, detalhou o gerente do Idam Iranduba, Jean Magalhães.

A presidente da Associação de Produtores Rurais do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) do Catalão, em Iranduba, Amine Almeida, disse que a necessidade das 31 famílias que atuam no setor primário é de um caminhão baú com ar refrigerado e implementos para mecanização agrícola.

“Ainda trabalhamos na enxada. Vamos apresentar nosso projeto, após discussão em assembleia com os associados, e acredito que a maior necessidade, neste momento, seja por transporte”, avaliou. Os agricultores familiares da associação produzem hortaliças e participam de políticas públicas como o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A Associação de Produtores Orgânicos de Iranduba (Apoi) também necessita de um caminhão baú, segundo o tesoureiro da entidade, Gefran Silva. Ele adianta que a associação deve apresentar projeto junto à FPS para atender à demanda dos 12 associados da agricultura familiar, que produzem mais de 50 itens, entre eles, couve, cheiro-verde e salsa. Segundo Gefran, atualmente, os agricultores comercializam seus produtos, entre outros lugares, por meio do Preme, PAA e nas feiras da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS).

A inscrição para o  edital do Fundo de Promoção Social foi prorrogada até o dia 03 de março de 2020.

acesse o edital: http://www.amazonas.am.gov.br/content/uploads/2020/01/EDITAL-001-2020.pdf