Representantes do setor no Estado estiveram reunidos na Suframa para levantar as principais dificuldades e demandas para o desenvolvimento. O grupo foi recepcionado pelo superintendente da Zona Franca de Manaus, Alfredo Menezes, na ocasião estiveram presentes, o presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Ataliba David Filho, o presidente em exercício da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas (Fecomércio/AM), Aderson Frota, e o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL/AM), Ezra Azuri Benzion, todos com o objetivo de discutir propostas de fortalecimento para os segmentos comercial e de serviços do estado.

Durante a reunião, Menezes informou que a Suframa está comprometida em reforçar a atenção dispensada a esses setores e solicitou aos representantes das entidades de classe a elaboração de um documento que liste objetivamente dificultadores, demandas e soluções visando à expansão dessas atividades no Amazonas. “Reconhecemos que os setores de comércio e de serviços, assim como o setor agropecuário, são componentes vitais do modelo Zona Franca de Manaus e têm um papel extremamente representativo na economia do estado. Por conta disso, enquanto agência federal que busca o desenvolvimento regional, temos toda a motivação para aumentar nossa participação e contribuição para o crescimento desses segmentos”, afirmou.

Uma das ideias discutidas durante a reunião foi a criação de um sistema integrado de indicadores e de dados estatísticos que permitam uma constante mensuração dos impactos socioeconômicos desses segmentos. “Hoje quando falamos em empregos gerados pela Zona Franca de Manaus falamos apenas do setor industrial, mas queremos mudar isso, agregando os demais setores também. Há uma dificuldade muito grande para mensurar esses indicadores, uma vez que muitos estão defasados, mas nossa meta agora é alinhar o discurso e realizar um trabalho em conjunto que nos permita tabular esses dados e auxiliar também em outras pontas da cadeia”, disse Menezes. “Nós queremos abrir novas oportunidades. Precisamos apenas que vocês nos alimentem e digam a visão de futuro e o que podemos fazer”, complementou, acrescentando, ainda, que a Suframa está buscando fazer uma reorganização estrutural em que implementará uma estrutura de inteligência estratégica.

O presidente em exercício da Fecomércio/AM, Aderson Frota, elogiou a proatividade demonstrada pela Suframa na convocação da reunião e disse que o momento é propício à busca por avanços. “Agradecemos a boa vontade demonstrada de estabelecer um diálogo firme que possa resolver os problemas. Vamos fazer o mapeamento das demandas e trazer isso para a Suframa para que ela use toda sua engrenagem de interlocução e nós possamos tocar esse trabalho para frente”, disse.

Uma nova reunião entre as partes foi agendada para o próximo dia 30 de março, às 9h, também na sede da Autarquia.

 

Fonte: Suframa