Mais de 80 artesãos do Parque das Tribos receberam a Carteira Nacional do Artesão neste sábado (18), durante ação promovida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), órgão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), na comunidade indígena localizada no bairro Tarumã-Açu, na zona oeste de Manaus.

No evento, voltado ao artesanato e empreendedorismo, a entrega do documento para 82 artesãos da comunidade indígena foi feita pelos integrantes do Departamento do Artesanato e Economia Solidária (Daes) da Setemp.

A iniciativa, que visa o aumento da geração de emprego e renda, aconteceu na maloca principal da comunidade e recebeu boa parte da população que vive no local.

Participaram da atividade a secretária executiva do Trabalho e Empreendedorismo, Neila Azrak; e representantes da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amazonas (Sebrae/AM).

Para a cacica geral do Parque das Tribos, Lutana Ribeiro, que recebeu os representantes do Governo do Estado e do Sebrae/AM, a iniciativa movimenta a economia e a tradição da comunidade.

“Vejo no dia a dia o entusiasmo deles para receberem esta carteira. Eles vêem uma oportunidade única que o Governo do Estado está dando, para divulgarem o seu trabalho, como uma fonte de renda”.

“Estou muito feliz neste dia, pois percebo o entusiasmo das pessoas ao terem essa oportunidade. Nosso dever é sempre abrir portas e dar oportunidades às pessoas mais distantes, e vir até o Parque das Tribos é uma experiência incrível. Isso só está sendo possível com o apoio do Governo do Estado”, acrescentou Neila Azrak.

A artesã Sanderlecia Barroso foi uma das que receberam a Carteira Nacional do Artesão no evento deste sábado, e destacou a maior visibilidade e reconhecimento que terá com seu trabalho graças ao documento.

“Com essa carteira vou poder mostrar as minhas peças, vender elas, com mais profissionalismo e o reconhecimento do meu trabalho”, comemorou.

Durante o evento, indígenas das etnias Sateré Mawé, Tikuna, Witoto, Munduruku e Baré, entre outras, fizeram apresentações de danças tradicionais.

Inscrições

Durante o evento, o Daes também realizou a inscrição de mais de 80 carteiras para novos artesãos que almejavam adquirir a carteira. O próximo passo será a confecção das carteiras e posterior entrega para esses novos artesãos cadastrados.

 

 

 

Fotos: Gustavo Leite/Setemp