O titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, participou na manhã desta quarta-feira (10/11) da inauguração da empresa Rubberon, localizada no Distrito Industrial de Manaus. O projeto da implantação da empresa foi um dos aprovados pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam).

A fábrica produz atualmente os seguintes materiais: chapa, folha, tira, fita, película de plástico (exceto a de poliestireno expansível e a autoadesiva) e resina termoplástica extrudada (apresentada na forma de grânulos), além de contar com o total de mão de obra de 102 colaboradores e um investimento aproximado de R$ 31.822.163,40.

Para o secretário da Sedecti, Jório Veiga, que na inauguração representou o governador Wilson Lima, a ocasião é de grande importância porque consolida que o Polo Industrial de Manaus (PIM) continua crescendo e os empresários seguem com garantias de investimento.

“Vejo aqui a consolidação de um projeto que foi aprovado tanto pelo Codam, quanto no CAS (Conselho de Administração da Suframa), há cerca de três anos e fico feliz em ver esse projeto tomando forma e sendo colocado em prática. Isso significa que as coisas estão indo bem e queremos que os investimentos continuem e que tragam mais empregos e renda para o Amazonas”, disse Veiga.

O secretário também citou que, nos últimos três anos, o Codam teve a aprovação de cerca de R$35 bilhões de investimentos para a região. “Este é um momento muito importante, porque é uma indicação clara de que o nosso modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), que conta com os benefícios fiscais concedidos pelo Governo do Amazonas, faz com que os empresários e empreendedores tenham a segurança para investir aqui, e isso ajuda no crescimento da nossa economia”, frisou Jório.

Rubberon

O presidente da Rubberon, Marcos Garcia destacou que a empresa não poupou esforços para trazer para o parque industrial de Manaus, um novo equipamento com a tecnologia mais avançada existente no mercado da produção de filme stretch (plástico para embalagens de cargas).

“A nova aquisição contou com investimento de mais de R$25 milhões, permitindo ampliar a capacidade de produção de filme stretch de 300 toneladas para mais de 1.600 toneladas. Essa máquina traz bens importantes para o grupo em termos de escala de produção, qualidade e produtividade e para a região pela inovação e modernização do parque industrial”, explicou o Garcia.

Marcos destacou que com a aquisição do equipamento, será possível preparar a empresa para novos segmentos de mercado extremamente competitivos, como os de: bebidas, alimentos, agronegócio e indústria em geral.

Interiorização do desenvolvimento

Até 2022, a Rubberon deverá inaugurar a nova Fábrica de Borracha da Amazônia, que irá funcionar no município de Iranduba (distante a 27 quilômetros de Manaus).

O projeto para a implementação da fábrica conta com a articulação da Sedect que vem intermediando os trabalhos juntamente com representantes da cadeia produtiva da castanha no Amazonas.

“A proposta do Governo do Estado, por meio da Sedecti, é de que toda a borracha produzida no Amazonas, seja processada em Iranduba e, a partir daí, seja aproveitada para a fabricação de pneus de motocicletas no Polo Industrial de Manaus. Esse é o tipo de investimento que traz a interiorização do desenvolvimento de forma sustentável para a nossa região”, enfatizou o secretário Jório Veiga.

 

 

Fotos Divulgação/Sedecti