Com o Projeto de Reforma e Modernização da Rodovia AM-010, o Governo do Amazonas estima a criação de mais de 10 mil novos empregos para trabalhadores do estado a partir de agosto deste ano, data prevista para o início das obras.

A informação foi apresentada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), durante audiência pública virtual realizada na sede da pasta, na manhã de sexta-feira (12/03).

A audiência contou com a participação do secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima, de representantes de órgãos envolvidos no projeto e de prefeitos de municípios da Região Metropolitana de Manaus, além da população de maneira virtual.

Injeção de ânimo na economia

O governador do Estado, Wilson Lima, destacou, que a audiência reforça o diálogo com a população e o compromisso com a transparência. “É uma oportunidade que todos têm de conhecer toda a parte técnica, todo o cronograma de execução e entender como o dinheiro público está sendo utilizado”, afirmou.

Segundo Carlos Henrique Lima, o projeto inovador permitirá a criação de empregos diretos e indiretos para a população de Itacoatiara, Rio Preto da Eva e Manaus, principais municípios contemplados com a obra.

“Nós vamos gerar cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos e vamos alimentar todo o setor das cidades por onde a rodovia vai passar, de tal forma que nós vamos dar uma injeção de ânimo na economia daquela região”, avaliou o secretário de Infraestrutura.

Crescimento

O projeto de reforma e modernização da rodovia, que interliga a capital a outros municípios da Região Metropolitana de Manaus, conta com um investimento na ordem de R$ 386 milhões.

Graças aos investimentos feitos na rodovia, a estimativa é de que oito municípios e suas comunidades apresentem um crescimento econômico acima da média nacional prevista para 2021, tornando-se também um atrativo para novos investidores, conforme aponta a gerente de Projetos e Orçamentos da Seinfra, Lorena Pontes.

“O Brasil todo cresce na taxa de 1,5% ao ano. Nós vamos possibilitar, com essa rodovia renovada, crescimento de 4% ao ano a mais do que a gente tem estimativa hoje. Além disso, os polos agroindustriais de Itacoatiara, Silves e Itapiranga também serão reforçados, pois eles ficarão com uma rodovia mais segura”, estima.