Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) , Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), entregaram  implementos para fomentar a piscicultura do estado . Foram 135 sacas de ração para peixes, equivalente a 3.375 kg, e 35 aeradoresAo longo deste ano, mais de 48 mil kg de ração serão distribuídos a outros piscicultores via editais.
Contemplados – Entre os produtores beneficiados, a piscicultora Maria Auxiliadora Ferreira recebeu 45 sacas de ração. Há 12 anos trabalhando no ramo, ela cria 15 mil tambaquis.
Os insumos entregues pela Sepror, de acordo com o titular da pasta, Petrucio Magalhães Júnior, vão alavancar o setor no Amazonas, que hoje compra pescado de outros estados para suprir a demanda interna.
De acordo com Petrcio “Consumimos peixe de Rondônia, Roraima e Acre, mas, certamente, a nossa meta é sermos autossuficientes, produzir para atender o nosso mercado”.

Em todo o Estado, 3,5 mil piscicultores trabalham na atividade que produziu 25 mil toneladas de pescado em 2019. O secretário Executivo de Pesca e Aquicultura (Sepa), da Sepror, Leocy Cutrim, reforçou que os investimentos geram retorno econômico nos municípios.

Aeradores Além das 135 sacas de ração, produtores receberam 35 aeradores, maquinário que aumenta a oxigenação da água e aumenta a produtividade da piscicultura. Os aparelhos foram vendidos com até 80% de desconto por meio do Edital de Doação Onerosa da ADS. O edital, que está aberto desde novembro de 2019 e já beneficiou 179 piscicultores, está disponível no site da agência (www.ads.am.gov.br).

Pós-larvas e alevinos –Como parte de investimentos na piscicultura, a Sepror distribuiu, no ano passado, um total de 2,4 milhão de pós-larvas, atendendo 530 piscicultores. Também foram distribuídos 890 mil alevinos, beneficiando 320 piscicultores de 14 municípios. Através de cursos de Boas Práticas de Manejo e Gestão, a pasta capacitou 317 piscicultores.
FOTOS: Michell Mello/SECOM