INVEST ZFM

ORSINE JR. É A MENTE IDEALIZADORA POR TRÁS DA FESPIM

Início/NOTÍCIAS/ORSINE JR. É A MENTE IDEALIZADORA POR TRÁS DA FESPIM

ORSINE JR. É A MENTE IDEALIZADORA POR TRÁS DA FESPIM

Especialista em desenvolvimento do Amazonas

Entre os mais próximos ele é conhecido como “Caboco do Juruá”, embora Orsine Oliveira Junior, seja nascido em Manaus. Suas raízes familiares, porém, estão no município de Eirunepé e Carauari, uma das regiões mais ricas do Amazonas. Ele é um dos maiores entusiastas da preservação da floresta e do turismo como nova matriz econômica para o desenvolvimento do Estado. Sua recente passagem pelo poder público na AMAZONASTur mostrou à opinião pública a força de seus talentos.

Criador de Oportunidades

Idealizador e produtor da primeira Feira do Polo Industrial de Manaus (fesPIM), o empresário amazonense tornou-se um soldado na defesa pela permanência do Polo Industrial de Manaus – PIM, e sua importância para a preservação da floresta na região, tendo o Amazonas a 96% de sua área verde preservada. Segundo Orsine Junior, a Zona Franca de Manaus é a garantia da geração de emprego e renda para os caboclos da região, aliados a manutenção da floresta em pé, desejada por muitos em todo as partes do mundo.

Aqui produzimos a sustentabilidade

“O conceito da fesPIM é mostrar para o Brasil e o mundo que a Zona Franca de Manaus não produz só TVs, motocicletas e outros, mas produz sustentabilidade”, repete com insistência. Para Orsine, o caboclo amazônico poderia estar cortando árvores ou escavando o solo atrás de minérios, mas nada disso acontece porque temos um polo industrial que gera desenvolvimento sem devastar a nossa floresta. “Temos que conhecer, amar e defender nosso jeito de gerar emprego e riquezas”.

Nosso Pão de Cada Dia

Os amazonenses e os manauaras, tanto o que aqui nasceram como os que escolheram aqui viver, precisam exigir que seus representantes defendam no Congresso a manutenção da ZFM. Precisamos continuar desenvolvendo a nossa região de maneira responsável, como fazemos há 52 anos com o PIM, sempre reafirmando o mais bem sucedido modelo de preservação ambiental do mundo, o nosso Polo. Ele é, sem dúvida, um exemplo de sustentabilidade e geração de emprego e renda não apenas para o Amazonas, mas para todo o Brasil”, afirmou o empresário.

Experiências valiosas

Com vasta experiência na produção e organização de shows e grandes eventos, Orsine Junior foi o empresário responsável por dirigir e produzir trabalhos importantes para o desenvolvimento da cultura no Amazonas, à frente de trabalhos no Boi Caprichoso, Banda Carrapicho, Água Cristalina e Banda Calypso. Todos eles, elevando a cultura nortista, espetáculos para o mundo ver e se encantar.

Turismo de Compras

A atuação no mercado há mais de 25 anos com ações voltadas para a realização de eventos e turismo foram um dos fatores decisivos para sua indicação ao cargo de Diretor Presidente da Empresa Estadual de Turismo – Amazonastur, durante a gestão do ex-governador Amazonino Mendes. Orsine propôs o retorno ao turismo de compras que marcou o início da ZFM nos anos 70. Um grande empreendedor, capaz de pensar múltiplas saídas para gerar emprego sem derrubar a floresta.

Feiras e eventos pelo planeta afora

Com habilidades executivas e de gestão, o empresário resgatou o órgão para um patamar de grande importância dentro do Estado. Dentre os eventos realizados durante sua gestão, pode-se destacar a presença em feiras internacionais e nacionais, sempre em parceria com o Ministério do Turismo, Embratur e Prefeituras Municipais. No cenário local, o turismo de eventos atingiu patamares nunca alcançados. O calendário de festividades nos municípios foram fomentados, oferecendo desenvolvimento econômico nas cidades do interior.

Ações inovadoras e animadoras

Após anos sem grandes representações, o Festival de Parintins 2018 voltou a ter destaque como produto turístico, e despertou interesse de outros municípios em desenvolver seus festivais para torná-lo mais atrativo, como ocorrido em Manacapuru, Itacoatiara, Tabatinga e Maués. O City Tour, serviço nunca realizado em Manaus, despertou nos manauaras, um novo olhar para a cidade. Com passeios gratuitos era possível conhecer diversos pontos turísticos locais, levando mais conhecimento aos moradores e aos turistas que aqui desembarcavam.

Pesca esportiva e geração de renda

Com ações inéditas, o então diretor presidente da Amazonastur promoveu a pesca esportiva no Estado com a realização do primeiro Workshop do setor, iniciando políticas públicas para desenvolver o seguimento. Um dos pilares do turismo local, a pesca esportiva atrai mais de 16 mil turistas do mundo inteiro e injeta cerca de R$ 50 milhões, gerando emprego e renda para a população ribeirinha.

2019-11-25T12:15:10-03:00novembro 25, 2019|NOTÍCIAS|0 Comentários

Deixar um comentário

Ir ao Topo