A produção de bicicletas totalizou 72.293 unidades em agosto. Na comparação com o mesmo mês de 2020, houve alta de 13,1% (63.908 bicicletas). No acumulado do ano, foram fabricadas 502.770 bicicletas, volume 34,2% superior ao registrado no mesmo período de 2020.

Em termos percentuais, a categoria Elétrica registrou o maior aumento. Em agosto, foram produzidas 1.043 unidades, volume 371,9% superior ao registrado em julho (221 bicicletas) e 7.923,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado (13 unidades). Já em números absolutos, a Moutain Bike (MTB) foi a categoria mais produzida, com 42.158 unidades e 58,3% do volume total.

Exportações

As exportações em agosto totalizaram 3.618 bicicletas, aumento de 229,8% na comparação com julho (1.097 unidades) e de 16,6% em relação ao mesmo mês do ano passado (3.103 bicicletas).

Segundo levantamento do portal Comex Stat, que faz um levantamento dos embarques totais de cada mês e que foram analisados pela Abraciclo, os maiores embarques foram para os países da América do Sul: Paraguai (1.929 bicicletas e 53,3% do volume total exportado) e Uruguai (1.652 unidades e 45,7%).

De janeiro a agosto, foram exportadas 12.970 bicicletas, o que corresponde a um aumento de 40,7% na comparação com o mesmo período do ano passado (9.217 unidades). As posições no ranking do acumulado do ano foram as mesmas do levantamento mensal: Paraguai (7.473 bicicletas e 57,6% do volume total exportado), Uruguai (4.967 unidades e 38,3%) e Bolívia (452 unidades e 3,5%).