De sapatos que se adaptam ao solo a bicicletas que percorrem a superfície da água, estão expostas na edição 2020 do Consumer Electronics Show, a CES, maior feira de tecnologia do mundo, que começou na última terça-feira (7), em Las Vegas, nos Estados Unidos. Durante todas as outras edições já acontecidas, milhares de inovações tecnológicas são apresentadas ao mundo com o mesmo objetivo: revolucionar os mercados e, talvez, nossas vidas. 

Em 2020, as inovações giram em torno da tecnologia de vigilância, inteligência artifical, de aparelhos dobráveis, da velocidade dos celulares 5G, dos audiovisuais em resolução 8K além da robótica. O site da BBC fez um resumo das novidades que mais chamaram a atenção do público presente na feira, dentre os aspectos estão as “Casas Inteligentes”, que permitem a interação de alto-falantes inteligentes da Apple e do Google que despertou o interesse de outras empresas para o ramo e o desenvolvimento desse tipo de material.

A empresa Kohler que é especialista em banheiros, atrai a atenção pelo Moxie, um chuveiro inteligente que possui um alto-falante e microfone e que ainda atende as instruções enquanto você relaxa tomando um banho, além disso ele pode por exemplo, tocar a música ou a estação de rádio da preferência do dono. 

 

COMPRAS DO MÊS DE UM JEITO DIFERENTE 

Já imaginou uma lista de compras por meio de uma estante inteligente que monitora o armazenamento dos alimentos preferidos de uma família? Essa é uma das propostas da PantryOn que inovou e chamou a atenção do público. Várias outras empresas apresentaram produtos inspirados em cápsulas de café de Nespresso, mas com outra finalidade, que é o caso de Tigout e AI-Plus Plantbox, que a partir de cápsulas criam, respectivamente, bolos e verduras.

Sem contar nas TVs  que estiveram no coração da CES desde o início da ideologia da feira. Parece que as grandes novidades relacionadas a esses aparelhos, desta vez, estarão nas telas: a da Samsung, que é quase totalmente tela (ou seja, parece uma tela flutuante), e um modelo OLED flexível da LG que desliza a partir do teto. A cada ano que passa novas tecnologias são apresentadas e com isso a vida do resto do mundo de adapta as coisas novas que se apresentam. Inclusive o vice-presidente da Samsung Mario Laffit estava presente na feira.

Pode haver também um interesse pela tecnologia 8K, que permite quatro vezes mais pixels que a 4K. Segundo informações os Jogos Olímpicos de Tóquio serão filmados nesta “qualidade superalta”. 

 

NOVIDADES ROBÓTICAS

Nesta edição de 2020 há muitas novidades sobre robôs e inteligência artificial, dentre elas, a empresa Picnic trouxe uma máquina para restaurantes que pode preparar até 300 pizzas por hora, cada uma com um conjuntos personalizado de ingredientes controlados por um aplicativo. A ideia é estender isso para sanduíches e saladas.

E para manter o entretenimento no meio disso tudo, a empresa chinesa Elephant Robotics vai fazer uma demonstração do MarsCat, um gato robótico que pode fazer brincadeiras, reconhecer a voz de seu dono e inclusive interagir com indivíduos de sua espécie. Os robôs Bocco, “gatinhos” da empresa Yukai, estão sendo anunciados como uma opção para que as crianças enviem e recebam mensagens de voz a seus pais. E podem revelar quando um membro da família chegou em casa, as condições climáticas e se a porta de entrada foi fechada ou não corretamente, trabalha um lado da questão de segurança dentro do lar.

Além desses produtos, muitos outros de reconhecimento facial foram exibidos, como por exemplo o trabalho da Cyberlink  que apresentará o FaceMe, que é nada mais nada menos que um sistema para determinar a idade, o sexo e o estado emocional dos transeuntes, e assim mostrar-lhes publicidade personalizada. A empresa, D-ID, por sua vez, inovar os sistemas de reconhecimento facial com um programa que faz pequenas mudanças nas fotos que compartilhamos nas redes sociais e impedem que computadores, mas não os olhos humanos, reconheçam as pessoas.

 

TRANSPORTES INOVADORES 

Com muitas opções de transporte, a bicicleta eléctrica Hydrofoil, da empresa Manta5, oferece uma nova forma de se deslocar: sobre a água. É o primeiro produto comercial do tipo, mas a unidade está saindo um pouco caro, custa quase US$ 6.000 (R$ 24 mil). Há várias empresas que vendem drones submarinos para uso recreativo, ou como uma forma de ajudar a pesca. Mas um veículo aquático tem o potencial de salvar vidas.

Novas empresas como Byton e Fisker exibem vários modelos. A primeira apresentará um carro que tem “modo escuro”, uma opção para não gastar eletricidade, e a segunda um carro com teto coberto por um painel solar. A Human Capable trará um produto desse tipo, os óculos Norm, que poderão fazer ligações, mostrar endereços ou receitas e filmar e reproduzir vídeos.