Destaque para a região Norte, região Centro-Oeste e região Sul com cenários projetados pelos economistas do Banco Bradesco e da Tendências Consultoria que de acordo com as informações são as que terão a economia com melhor desempenho neste ano, enquanto Nordeste e Sudeste ficam em pior colocação. Ponto positivo para a Zona Franca de Manaus que tem alavancado com a nova gestão da superintendência da Suframa.

As análises feitas pelo banco Bradesco, apontam que a região Norte deve crescer 2,1% em 2019 e 2,7% neste ano, enquanto o Centro-Oeste cresce 2,0% e 2,8% nos mesmos períodos Enquanto isso o Sul do Brasil tem indicação de crescer 1,6% e 2,9%. O fator que deve impactar a economia positivamente na região Norte, conforme a análise, é a indústria extrativa e a indústria de bens duráveis da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Assim o Norte deve crescer 1,5% e 2,8% em 2019 e 2020, respectivamente. Nos mesmos períodos, o Centro-Oeste cresce 1,7% e 2,2%, e o Sul 2,5% e 2,1%, de acordo com as análises que foram feitas pela Tendências Consultoria que vê cenário semelhante. A média do Brasil é 1,2% para 2019 tanto para os analistas do Bradesco quanto da Tendências. Já para este ano, o Bradesco prevê crescimento de 2,5% e a Tendências 2,1%.