Comércio eletrônico deve fechar 2021 com alta de quase 20% em relação ao ano passado. Empresas de entrega tiveram de contratar mais funcionários para dar conta da demanda.

A pandemia fez as pessoas comprarem mais pela internet e a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico fez as contas: a expectativa de movimentação é de mais de R$ 16,6 bilhões entre 15 de novembro e a véspera do Natal. Os números significam um crescimento de 18% em relação ao ano passado. 

Pelas esteiras de separação de produto passam quatro mil encomendas a cada hora. O aumento da demanda no período de Natal foi tão grande que empresas de entrega foram obrigadas a aumentar a mão de obra. Tudo para dar conta de receber, separar e direcionar as encomendas que chegam a todo momento.