O turismo e a cultura do estado amazonense foram temas da Sessão Solene “O Amazonas para o mundo ver”, ocorrida na manhã desta terça-feira (19/11), no plenário Ulysses Guimarães, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). As toadas e as apresentações dos itens dos bois Caprichoso e Garantido marcaram a homenagem aos dois segmentos.

Durante a cerimônia, a presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Roselene Medeiros, destacou que o turismo e a cultura caminham intrinsecamente para o desenvolvimento econômico do estado.

De acordo com Roselene, as manifestações culturais, como os festivais de Parintins, de Ópera e de Jazz, são alguns dos atrativos para alavancar o número de turistas no Amazonas. “Só o festival folclórico em uma semana consegue levar para Parintins em torno de 60 mil turistas. E, agora, nós estamos trabalhando junto da cultura, com os festivais de Ópera e Amazonas de Jazz. Sabemos que temos turistas do mundo inteiro e que vão para esses festivais, e neste ano, graças à parceria com a cultura, temos a agenda antecipada, como aconteceu com o Festival de Jazz. O  turista europeu consegue se programar e vir para o festival no estado. Com isso, possibilitamos que o turista se programe para vir e aumentar o fluxo no Amazonas”, concluiu a gestora da Amazonastur.

Para o secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo, o Brasil precisa conhecer o Amazonas, que tem se tornado, por meio da cidade de Parintins, grande exportador de tecnologia cultural.

O deputado federal Alberto Neto, autor da propositura, disse que o turismo amazonense é uma alternativa econômica à Zona Franca de Manaus (ZFM).

“A Zona Franca tem papel fundamental em gerar 80% da nossa economia. Isso é indiscutível. Porém, o nosso estado tem de criar outros viés importantes. O turismo gera muito emprego. Diferente do agronegócio que está tudo muito mecanizado, o turismo tem uma geração de emprego gigantesco, sobretudo para o interior, para o ribeirinho que é o defensor da floresta. Vamos construir projetos para que o homem da floresta seja um grande agente turístico para o nosso estado”, comentou o parlamentar.

A cerimônia contou com a presença secretário de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo, Bob dos Santos; da presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros; do secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo; dos senadores amazonenses Omar Aziz e Plínio Valério, além dos deputados federais da bancada amazonense, Alberto Neto, José Ricardo, Pablo Oliva, Marcelo Ramos, Bosco Saraiva; do deputado estadual Felipe Souza; do presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula; do prefeito de Parintins, Bi Garcia; dos presidentes dos Bois Caprichoso e Garantido, Jender Lobato e Fabio Cardoso, respectivamente; e itens oficiais das agremiações folclóricas.